OBJECTIVO - TARGET - ÁMBITO - 目的


Este Blog destina-se a trocar ideias relativas à Gestão de Risco e a Previsões de Evolução dos Mercados Financeiros
This Blog is intended to exchange ideas related with Financial Markets Risk Management and Forecasts
Este Blog está destinado a intercambiar ideas relativas a la Gestion de Riesgos y Previsiónes de Tendencias en los Mercados Financieros
このブログは、リスクマネジメントおよび金融市場動向に関する意見交換の場を設けることを目 的としています


ESTUDOS E MENSAGENS
STUDIES & MESSAGES
ESTUDIOS Y MENSAJES
研究とメッセージ

S&P 500 / Previsão - Forecast / 21-Mai-2010

Esta semana resolvi apresentar algo diferente, o efeito da variação de um dado de partida, o Nível de Confiança (CL), nos resultados do método que utilizo. Como exemplo utilizei os valores a médio prazo para o S&P 500. De uma forma intuitiva, quanto maior for o CL maior será a probabilidade de se obter resultados de acordo com as expectativas, mas também maior será o intervalo calculado admissível para os valores previstos. Por absurdo, para um CL de 100% obter-se-iam limites que corresponderiam a qualquer variação dentro do histórico utilizado e, para um CL de 0%, os limites corresponderiam a qualquer variação para além desse histórico. Também, para CL’s relativamente baixos o método não apresenta qualquer interesse pois a probabilidade de errar será grande. Importa assim seleccionar um CL o mais alto possível, desde que não corresponda a limites de previsão muito largos. Geralmente será de considerar um CL entre os 80 e os 99% e o método funciona geralmente melhor para prazos largos. De sublinhar que o método permite, a partir de um mesmo CL e activos diferentes, diferenciar limites de variação previsível diferentes, ou seja níveis de Risco diferentes. O método também identifica o movimento das tendências passadas.
Veja-se abaixo o quadro explicativo e alguns relatórios de cálculo.
This week I decided to present something different, the effect of variation of one starting parameter, the Confidence Level (CL), on the methodology results. As example I used the Medium Term Analysis values for S&P 500.
In an intuitive way, the higher the CL more likely to obtain results in accordance with expectations, but also the greater the permissible range calculated for forecast values. By absurd, a 100% CL that would correspond to any variation limits within the historical and for a 0% CL, that correspond to any variation limits beyond that history. Also, for relatively low CL's the method does not have any value because the probability of error is large. Thus is important to select a CL as high as possible, since that does not match a very wide range forecast limits. Generally a CL between 80 and 99% should be considered and the method usually works best for large periods. To emphasize that, the method allows, from the same CL and different assets, to differentiate different range limits for the same forecast time, ie different levels of Risk. The method also identify the past trend direction.
See below the explanatory table and some calculation reports.
Esta semana he decidido presentar algo diferente, el efecto de la variación de un parámetro de salida, el Nivel de Confianza (CL), los resultados del método que uso. Como un ejemplo se utiliza los valores para el mediano plazo del S&P 500.
De una manera intuitiva, mayor es el CL más probabilidades de obtener resultados de acuerdo con las expectativas, pero también mayor será el margen admisible calculada para los valores pronosticados. Por absurdo, para un CL del 100% los límites seriam los de la variación del histórico utilizado y para uno CL de 0%, los límites no corresponderian a ninguna variación más allá del historico. Además, para el método un CL relativamente bajo no demuestra ningún interés por la grande probabilidad de error. También se debe seleccionar un CL lo más alto posible, si esto no coincide con la predicción de límites demasiado amplios. En general, se tendrá la consideración de un CL entre el 80 y el 99% y que el método funciona mejor para largos periodos. Destacar que el método permite, para lo mismo CL y activos diferentes se generará diferentes límites de variación previsible, es decir, diferentes niveles de Riesgo. El método también identifica las tendencias del movimiento pasado.
A continuación, la tabla y algunos informes de cálculo explicativos.



3 comentários:

  1. Tenho alguma dificuldade em compreender a utilidade dos seus posts. As analises não têm qualquer valor para trading nem para estratégias de money management para as quais a gestão de risco poderia estar orientada. Parecem simples aplicações de metodologias desenvolvidas por teóricos que não têm grande utilidade prática bem pelo contrário (dão uma falsa ilusão de controlo/compreensão do que se passa). A este respeito recomendo-lhe uma leitura dos artigos e livros do Mr Black Swan. Numa nota mais geral recomendo-lhe que reexamine os seus conteudos e compare com os objectivos a que se propunha inicialmente.
    Cpts

  2. Obrigado pelo comentário.
    Quanto às metodologias de análise que utilizo informo-o que são as utilizadas pelas entidades oficiais de supervisão, nomeadamente a determinação do VaR. Pela experiência com que são utilizadas penso não ser discutível a sua validade e utilidade.
    Relembro que com estas técnicas se obtem um determinado valor de Risco face a tendências normais de mercado, dentro de um Nível de Confiança pretendido e face a um histórico utilizado para referência (ver a minha secção de "Metodologias" e seguir os links). Por exemplo, face às duas últimas semanas o que aconteceu em x% das situações, sendo x o Nível de Confiança? A partir deste dado será possível fazer uma previsão para o futuro? Obviamente que em situações em que o histórico utilizado não reflecte o futuro ocorrem erros, ou seja em situações em que seja mal seleccionado o histórico e/ou de acontecimentos excepcionais. O facto de os resultados poderem ser ou não válidos para trading penso que terá a ver com os prazos utilizados para negociar sendo que este deve ser um auxiliar e não a ferramenta de base. Como o histórico utilizado na ferramenta é a 120 períodos o método está direccionado para prazos relativamente longos (os que mais me agradam). Quanto ao intervalo entre bandas ser alargado, o que poderá ter provocado as dúvidas, ele tem a ver com o Risco associado no momento e nem sempre precepcionado intuitivamente.
    Mais uma vez alerto que o método é probabilistico e "cego" do ponto de vista Fundamental.
    Quanto às técnicas de Black Swan elas são utilizadas para avaliar situações extremas de mercado, ou seja as que estão para além do Nível de Cofiança (entre o Nível de Confiança selecionado e os 100%, para além do meu método). Estou a desenvolver técnicas neste âmbito mas não estarão disponíveis antes do final de 2010.
    Cpts.

  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.